Projeto de Incentivo à Permanência de Estudantes Cotistas, do Centro de Estudos Afro-Orientais(CEAO/UFBA)

Objetivo Geral
Consolidar o Programa de Ações Afirmativas da UFBA.

Objetivos específicos:
- Ampliar as oportunidades de permanência na universidade para alunos negros, de escola pública e de baixa renda,
estimulando o desenvolvimento de habilidades que serão de fundamental importância durante sua formação acadêmica;
- estimular o conhecimento da história e cultura afro-brasileiras;

As(Os) estudantes freqüentam os mais variados cursos: História, Pedagogia, Farmácia, Engenharia Mecânica, Química, Letras, Administração, Ciências Contábeis, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Secretariado Executivo, Comunicação, Design, etc...

AÇÕES DESENVOLVIDAS

Bolsa-auxílio mensal (R$ 300,00), durante 4(quatro) meses (semestre acadêmico)
Cursos de Inglês, Produção de Textos e de Informática
Oficina Discutindo Inclusão e Cidadania – ciclo de debates com a participação de lideranças de organizações negras e de terapeuta ocupacional (expressão corporal)
Mostra de Cinema da Diáspora – mostra de filmes relacionados à temática étnico-racial.

sábado, 14 de maio de 2011

Ações afirmativas na UFBA: é hora de lutarmos pela manutenção e ampliação - BA


C O N V I T E

Na manhã de 17 de maio de 2004, o auditório da Reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA) ficou pequeno para abrigar estudantes negros/as, ativistas, representantes de entidades negras, parlamentares e docentes. É que aconteceria uma sessão histórica do Conselho Superior: a votação de um programa de políticas de Ações Afirmativas, resultado das investidas de um grupo de entidades, coordenado pelo CEAFRO/ CEAO/UFBA - denominado Comitê Pró-cotas. O programa aprovado não foi a proposta inicial, mas  fruto de embates e negociações entre a sociedade civil e a UFBA.

Aprovado para vigorar 10 anos, o Programa de Ações Afirmativas da UFBA passará por avaliação institucional em 2014, o que definirá a continuidade ou não do mesmo. Neste sentido, surge a necessidade de discutirmos os resultados e limites das ações implementadas a fim de traçarmos estratégias coletivas na luta por políticas educacionais antirracistas.

Propomos o início de uma ampla discussão sobre a adoção do Programa de Ação Afirmativa na UFBA - contextualização histórica, análise dos impactos desse programa etc,  a partir da roda de conversa: Sete anos de cotas na UFBa. E daí?

LOCAL - Auditório Milton Santos, no CEAO,  Pça Inocêncio Galvão, 42, Largo
Dois de Julho – SSA/Ba
DATA – 17 de maio de 2011, 3ª feira
HORÀRIO - Das 17h30 às 21 horas

CEAFRO/UFBa
CONEXÕES DE SABERES
IINSTITUTO CULTURAL STEVE BIKO
 NENU
PROGRAMA PREPARATÓRIO PARA A PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL NA EDUCAÇÃO (CEAO/UFBA)

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Abertura de inscrições para os progr amas da PROAE envolvendo moradia, alimentação , transporte e creche - BA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Pró-Reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil

À comunidade Universitária

Informamos que estão abertas as inscrições para o processo seletivo dos programas de assistência estudantil da PROAE (vagas nas residências universitárias, no serviço de hospedagem, auxílio moradia, serviço de alimentação, auxílio transporte e vagas na creche), através dos Editais 01 e 02/2011 da Pró-Reitoria de ações Afirmativas e Assistência Estudantil da UFBA.

Os Editais estão disponíveis para consulta no endereço eletrônico www.sisper.ufba.br, na seção ?Editais PROAE?.

Poderão concorrer às vagas disponíveis no Edital 01/2011 apenas os estudantes de graduação da UFBA que estejam cursando a primeira habilitação (não tenham concluído outro curso de graduação) e que pertençam a famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. A novidade deste Edital é o oferecimento de auxílio transporte no valor de sessenta e cinco reais mensais.

Para as vagas disponíveis na Creche-UFBA (Edital 02/2011) poderão concorrer os filhos de  estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação e de pós-graduação stricto   sensu oferecidos pela UFBA e de servidores do quadro permanente ativo da UFBA (técnico-administrativos e docentes). A faixa etária das crianças atendidas pela Creche vai dos quatro meses aos três anos e onze meses.

Para o Edital 01/2011 os períodos de inscrição vão de 22 de fevereiro a 02 de março de 2011 e de 14 a 18 de março de 2011. Para o Edital 02/2011 (serviço de creche) as inscrições ocorrerão entre os dias 21 e 28 de fevereiro de 2011.

As inscrições serão realizadas na Pró-Reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil (PROAE), localizada na Rua João das Botas, No 27, no bairro do Canela.

Atenciosamente.
Dirceu Martins.
Pró-Reitor de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Programa Conexões de Saberes seleciona estudantes - BA

Programa CONEXÕES DE SABERES configura-se parte de um compromisso com as políticas afirmativas no intuito de garantir a permanência qualificada de estudantes cotistas nos cursos de graduação.  Valor da Bolsa: R$300,00 (12 meses)

PERFIL

§       Alunos/as de graduação da UFBA
§       Afro e/ou indiodescendente
§       Ser de origem popular e oriundo de escola pública
§       Não ter vínculo empregatício ou qualquer tipo de bolsa
§       Ter disponíveis 20h semanais (vespertino)

DOCUMENTAÇÃO

§       Cópia RG e CPF
§       Currículo resumido
§       RM – Comprovante matricula
§       Comprovação de Residência (Coelba ou Telefônico)
§       Comprovação Cotista (Boletim de desempenho)
§       Comprovação de Renda Familiar

PROCESSO SELETIVO

1ª Fase: Preenchimento de Ficha e Entrega de documentos
Dia: 21/ Fevereiro / 2011                 Horário: 14h
Local: Auditório de Arquitetura

2ª Fase: Entrevista
Dia: 23/ Fevereiro / 2011                 Horário: 14h
Local: Auditório de Arquitetura
Resultado: 25 ou 28 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Estudiosos reunidos no Rio comprovam eficácia do mecanismo de cotas

desempenho dos estudantes negros cotistas é academicamente superior ao dos que não entraram na universidade por meio deste mecanismo da política de ações afirmativas. A conclusão é de pesquisadores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), e integra um leque de estudos científicos que estão sendo apresentados no VI Congresso Brasileiro de Pesquisadores( as) Negros(as) - Copene, na cidade do Rio de Janeiro.
 
Afrodiáspora: saberes pós-coloniais, poderes e movimentos sociais é o tema do encontro organizado pela Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN), e que acontece de 26 a 29 deste mês, na UERJ. Estudos e debates sobre a realidade das populações negras - principalmente, as questões ligadas ao racismo, às reconstruções culturais diaspóricas, às resistências e (re)existências negras - norteiam o encontro, do qual participam Dora Lúcia Bertúlio, Elísio Lopes Jr e Eliane Borges, da Fundação Cultural Palmares.
 
GRANDE MÍDIA - Eliane Borges, chefe de gabinete da Fundação Cultural Palmares, representou o presidente Zulu Araújo na mesa de abertura do congresso. Ela também participa do evento como pesquisadora - apresentou, na segunda-feira (26), sua tese de doutorado, intitulada Negros(as) e ciência: uma análise sobre a inserção acadêmica de intelectuais negros(as). Cerca de duas mil pessoas, entre professores, estudantes e  pesquisadores do Brasil e do exterior participam do evento.
 
Elísio Lopes, diretor da FCP, coordena hoje (28) a mesa-redonda ABPN 10 anos: trajetórias, internacionalização, desafios e participação dos(as) pesquisadores( as). Ele diz que "O congresso está excelente; a pauta, interessante; e as discussões bastante coerentes", mas que sente falta da presença da mídia, "para divulgar pesquisas extremamente importantes, como a apresentada pela UERJ, mostrando que o desempenho dos estudantes cotistas é academicamente superior ao dos que não entraram por meio de cotas. É uma pena que resultados como estes não sejam divulgados".
 
DIÁLOGO - "Ampliar e abrir espaços para que os(as) intelectuais negros(as) possam apresentar e divulgar os seus trabalhos é um dos principais focos da ABPN. A realização deste VI Copene é a continuidade de um árduo trabalho que desenvolvemos há dez anos e que, para nossa felicidade, tem crescido com vigor. Proporcionar o diálogo, as trocas, e refletir sobre o desafio da inserção acadêmica desses pesquisadores são alguns dos nossos objetivos", relata Eliane Borges, que foi sócia-fundadora da ABPN, e participa da mesa sobre os 10 anos da instituição.
 
 A escolha da temática do Congresso levou em consideração a atual conjuntura brasileira, na qual os segmentos negros organizados reivindicam o incremento de mecanismos jurídicos-polí ticos de constituição material de direitos, como, por exemplo, a Lei 10.639, que determina o ensino de história e cultura afro-brasileira nas escolas do país e a implementação de políticas de ações afirmativas.

O VI Copene foi precedido pelo I Simpósio Internacional da ABPN  - Construindo conhecimentos e conectando as experiências do Brasil e da diáspora africana, que aconteceu nos dias 25 e 26 de julho, também no Rio de Janeiro. O encerramento do congresso, na quinta (29), conta com o apoio da Fundação Palmares, e será recheado de muita música, exposições de artes plásticas e, para completar, degustação de pratos de origem africana.

FONTE: ASCOM / PALMARES

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Redação final do Estatuto da Igualdade Racial

Ontem foi divulgada a redação final do Estatuto da Igualdade Racial. Alvo de muitas criticas de organizações negras, o Estatuto atual eliminou pontos importantes do anterior.

Vejam através dos links como era o Estatuto e como ficou.


Texto do Estatuto atual